Odontologia Clínica

Coroa Unitária

Coroas são peças que restauram totalmente um dente à sua forma e cor natural e são coladas em dentes naturais que tem um comprometimento mais severo. Elas protegem e reforçam dentes extensamente danificados ou com tratamentos de canal realizados, que não podem ser restaurados por resinas ou amálgama. Tem como uma das funções reforçar o dente para devolvê-lo às suas funções de mastigação.

É possível confeccionar coroas em materiais como metais (ouro e outras ligas), ou em resinas (plástico), em metalocerâmica (feitas com uma estrutura de metal revestida por porcelana) ou em cerâmica pura (estéticas).

Partes

Exemplo de coroas em metal e em porcelana pura

Cada material apresenta um balanço de propriedades que limita a sua aplicação. Os metais fornecem alta resistência a baixa estética, as resinas média estética e baixa resistência e as cerâmicas fornecem alta estética. As metalocerâmicas fornecem a resistência do metal com a estética da porcelana, sendo as mais utilizadas. Porém, sabe-se que com o tempo existe o risco de que uma retração gengival exponha a margem em metal, comprometendo a estética do trabalho.

As coroas são muito resistentes e duráveis, mas pode haver necessidade de trocá-las em intervalos de alguns anos. Essa avaliação será feita pelo dentista na sua consulta periódica de check-up.

Instalando uma nova coroa

Instalação de núcleo no interior da raiz

Dependendo da destruição da coroa, e se houve tratamento do canal do dente, por vezes é necessária a instalação de um núcleo no interior da raiz. Essa instalação é indolor e tem como finalidade reforçar a raiz e recuperar a estrutura dentária para que ela possa suportar uma nova coroa.

Coroa Unitária

Tópico(s) Relacionado(s): Tratamento Endodôntico e Coroas em Porcelana